DD | 06 – Desroteirização (30-09-19)

4 min de leitura

Sabe quando parece que a vida tá sendo premeditada e tu já não consegue mais fazer nada além do que já esperam de ti? Bom, tô desse jeito.

Descrição, transcrição e links de referência: http://virguladobrada.com.br/dd06
E-mail: contato@virguladobrada.com.br
Ajude este projeto a continuar: http://virguladobrada.com.br/apoie

Transcrição

4 min de leitura

Eu to vivendo num momento meio estranho da minha vida, eu… eu sinto que eu deveria mudar certas coisas que eu deveria mudar algumas rotinas, mas parece que tem tanta coisa ao meu redor que ainda ta meio que errado e que eu acho que eu deveria continuar tentando viver a minha vida. Eu cansei um pouco de viver a minha “vida roteirizada”, eu sei que a gente precisa de muito planejamento pra certas coisas interessantes acontecerem na nossa vida, mas eu ando tendo momentos muito difíceis de lidar com a minha própria presença e ta muito complicado de eu conseguir lidar e conciliar o meu sentimento de pertencimento na sociedade. Eu não consigo mais pensar em nada que não seja próprio meu mais, sabe? 

Eu já não consigo mais me entender direito, eu não sei em que momento em que as coisas começaram a desandar na minha vida a ponto de eu não conseguir mais pensar em nada além de refletir sobre a vida dos outros… eu acho. Eu não sei eu ainda consigo compreender a minha vida direito.

A verdade é que eu tô vivendo de um jeito muito estranho e eu não sei porque que eu to assim, eu queria conseguir me ajudar direito, mas nem isso eu tô conseguindo, sabe? Eu acho que eu tava tentando me encaixar em muitas questões pessoais minhas, sabe? E aí chegou uma hora que eu não pude mais me colocar, eu não consegui me enxergar no meu próprio trabalho, eu não consegui me ver dentro daquilo que eu esperava  que eu iria viver. 

Ser… Ser uma pessoa é difícil. (risos) É como se eu quisesse ser outra coisa além de “eu” às vezes. Acho que se eu pudesse ter a oportunidade de viver alguma coisa além daquilo que eu sou, eu talvez conseguiria entender melhor aquilo que eu quero pra mim, mas sei lá, às vezes eu não consigo me identificar com as pessoas e, eu gostaria de me identificar com elas.

Eu ando fazendo um trabalho que é um pouco angustiante. É um trabalho que eu faço muito sozinho, eu não sei porquê eu tenho tanto medo de sentar aqui e falar o que eu realmente penso, eu não sei porque que eu não consigo mais escrever e me enxergar dentro daquilo que eu tô escrevendo. Eu não queria mais entregar pra ninguém aquilo que eu não sou. Então… eu acho que como esse espaço aqui me propõe a experimentar certas coisas, eu acho que vai ser o momento de eu fazer isso mais vezes e isso pode ser saudável pra mim, pra eu conseguir refletir mais sobre o que que eu quero pra mim, pra minha vida e, etcetera.

Enfim, acho que é isso que eu tenho pra dizer hoje, obrigado. Obrigado pelo seu tempo, de verdade, eu nem sei o… nem sei o que eu faço mais nem com o meu próprio tempo e você tá ai me ouvindo. Muito obrigado, de verdade.

trinta do nove – seis e vinte e oito da tarde… Ou é da noite? (risos)

Assine e avalie nosso podcast!
E-mails:

Inspire Diego Malva em seus próximos programas, envie um e-mail para diego@virguladobrada.com.br com sua sugestão, crítica ou elogio!

Créditos das músicas usadas neste programa

Music by Dan-O at DanoSongs.com

Music by Kevin MacLeod (incompetech.com) licensed under Creative Commons: By Attribution 3.0 – http://creativecommons.org/licenses/by/3.0/

Parcerias

Entre em contato e saiba como anunciar sua marca, produto ou serviço em nossos podcasts.

Scroll Up